Ícone Mix

Ícone Mix

Also Available in: English

Linn da Quebrada

“Quem mandou morrer?
Quem mandou matar? (Júnior está morto)
Para renascer das cinzas
Antes teve que queimar”

Lina Pereira dos Santos, mais conhecida como Linn da Quebrada, nasceu em São Paulo, em 1990. A multiartista, cantora, compositora, apresentadora, atriz e rainha dos jogos de palavras fez de seu corpo um campo de batalha e de seu trabalho, uma grande bandeira para a representatividade trans, preta e periférica, tanto em termos artísticos, como estéticos e políticos. No universo da música, seu primeiro álbum, “PAJUBÁ”, produzido e dirigido por BADSISTA, traz uma verdadeira fusão e profusão de ritmos, rimas e provocações que marcam a consolidação de uma cena compartilhada com tantas outras vozes trans e queer da música brasileira contemporânea, a exemplo de Liniker, Raquel e Assucena. Destaque nas apresentações musicais das edições do Festival Mix Brasil de 2016 e 2020, o forte apelo autobiográfico de suas composições e a forma com a qual a artista se permite explorar os limites da linguagem colocam sua voz no centro de um debate tão caro e importante para a diversidade em nossos dias.

Nas telonas, o documentário “Bixa Travesty”, que abriu a 26ª edição do Mix Brasil e levou o prêmio do público do evento, percorre a carreira de Lina, culminando na produção e elaboração de seu álbum. Foi exibido e consagrado por diversos festivais de cinema ao redor do mundo, incluindo a tão honrosa premiação no Teddy Award, do Festival Internacional de Cinema de Berlim, voltado às contribuições LGBTQIA+ no audiovisual. Nas telinhas, Lina esteve, ao lado de Jup do Bairro, à frente do programa de entrevistas “TransMissão”, do Canal Brasil, e interpretou a personagem Natasha no seriado “Segunda Chamada”, exibido na Rede Globo.

Após sua participação na edição de 2022 do reality show de ampla visibilidade nacional, Big Brother Brasil, Lina segue furando bolhas, expandindo seu alcance e somando frentes à sua desde sempre tão multifacetada carreira.

Na comemoração de 30 anos do Festival Mix Brasil, Lina (que tem praticamente a mesma idade do festival) entra para o hall de personalidades homenageadas pelo prêmio Ícone Mix, ao lado de outros nomes históricos e emblemáticos, como Marina Lima e Ney Matogrosso.

Also Available in: English

PROCURE

Mercado Livre

PROCURE POR EIXO

31,271FansLike
31,025FollowersFollow
12,225FollowersFollow
4,570SubscribersSubscribe

VEJA TAMBÉM